Minha Resenha Sobre A vontade de poder, de Nietzsche

A vida é vontade de poder 
Nietzsche faz nesse livro um poderoso ataque contra a moral, que ele define como instrumento de dominação dos mais fracos e medíocres contra os homens de exceção. Ele diz que o grito de protesto do homem comum é dizer que o não aristocrático é o mais elevado, e o dos medíocres que o mediano é o que é superior.

A história demonstra que a moral exprime-se como uma vontade de poder, em que os fracassados e medíocres tentam impor juízos que lhes são mais favoráveis. Para Nietzsche, a moral é um contramovimento em relação aos esforços da natureza para conduzir a um tipo mais elevado.

A falta de coragem para si mesmo foi ensinada como a coisa mais desejável, e esse é um dos grandes crimes da psicologia para o filósofo.Nietzsche considera que o ódio contra os privilegiados da alma, contra os homens orgulhosos e confiantes, e a desconfiança em relação à beleza, ao orgulho e a alegria é o que move a história.

Ele reconhece a validade da ambição ao poder, os privilégios e o egoísmo como crenças e objetivos válidos, e também é contra toda a crença de que somos todos iguais ( como no Cristianismo e Socialismo).

Pode-se questionar a ideia de Nietzsche de desprezo aos fracos,humildes e doentes como algo perigoso. Ele acredita que o Cristianismo é uma aliança dos fracos que impede a seleção dos melhores pela natureza, Nietzsche usa palavras fortes para questionar o Cristianismo por evitar que ninguém seja sacrificado, pois para ele o autêntico amor humano exige o sacrifício para o máximo bem da espécie. Toda essa ideia se aproxima perigosamente da crença nazista de seleção dos “melhores” e do domínio de uma raça aristocrática.

É um prazer ler as obras de Nietzsche, porque ele é um poeta. No entanto, algumas de suas ideias são um tanto perigosas, como vimos no caso do nazismo. Hitler e seus seguidores certamente herdaram de Nietzsche algumas crenças, por exemplo, o culto do instinto e a afirmação da vontade de poder. Hitler era um fanático por esse pensamento de que a vontade seria o suficiente para conseguir vitórias. O filme de Leni Riefenstahl ” O Triunfo da Vontade”, apesar de ter uma bela técnica, mas uma péssima mensagem, demonstra bem como o culto da vontade estava enraizado na mentalidade nazista.

***

Uma análise mais detalhada de sua filosofia demonstra que o filósofo alemão realmente é atraente para adolescentes e jovens que nada entendem de filosofia. Nietzsche tenta destruir todo o edifício da civilização ocidental, pregando a revolta contra a metafísica de Platão, a moral cristã e os valores da compaixão com os mais fracos. Sua filosofia é irracional, revelando a influência de Schopenhauer, que colocava a vontade na frente da inteligência. Para quem não lê as obras da filosofia grega e cristã, Nietzsche parece um grande pensador, porque atira para todos os lados, dando a entender que entende de vários assuntos.

O nazismo foi uma mistura de falhas do catolicismo, de nacionalismo alemão, de aversão à política com a tentativa de redenção da sociedade pela arte, por influências de Schopenhauer e Wagner, mas também da afirmação de Nietzsche de que a vida é a vontade de poder. Não há mais a moral cristã, nem ética Kantiana; Deus está morto, pois esse mesmo péssimo Kant foi quem destruiu a metafísica. O que Nietzsche propõe em seu lugar? o cada um agir por instinto, fazendo o que quer, pois a razão é uma quimera. A lei do mais forte, dos mais inteligentes e belos passa a ser a regra.

O que esse filme nazista O Triunfo da vontade reflete é o culto da força e da veneração pelo homem superior que aboliu a moral ( Hitler).  A filosofia de Nietzsche é uma grande especulação gnóstica( como definiu Eric Voegelin), em que a moral deixa de existir, mas nada é oferecido em seu lugar. Como no gnosticismo antigo, esse novo homem está além do bem e do mal. Esse além do homem de Nietzsche é aquele que renegou os valores da razão, religião e metafísica, para cair em um vazio moral e espiritual, cujo resultado só pode ser a loucura que afetava o próprio Nietzsche. Quem tiver renegado à razão e for louco para experimentar na prática a filosofia de Nietzsche que o faça. Só que o preço a se pagar é alto.

Comments

  1. elvis says:

    Em verdade o regime nazista se apropriou da filosofia de Nietzsche e a deturpou,muito graças a sua irmã Elisabeth, que era adepta do pan-germanismo;com relação a moral,creio que Nietzsche oferece um substituto sim,principalmente para essa falsa mora cristã,ele nos oferece os instintos,a vida com base nos instintos naturais ,o que não provocaria uma destruição da humanidade, pois para cada instinto positivo existe um instinto negativo que se equilibram.Sobre a filosofia de Nietzsche,ela é irracional e racional,positiva e negativa,enfim,é dialética,a dialética trágica!

  2. Jefferson Saize says:

    Não acredito que ainda existem pessoas com vistas abertas mas no sono, as obras de Nietzsche, são as mais puras, que podem ser lidas com espíritos puros, recordem – se que ele anuncia no anticristo que os seus leitores estamos por vir. Quanto ao nazismo de Hitler foi uma má interpelação por vontade do mesmo poder. Esse autor merece toda a atenção passos de leitura contando com a reflexão.

  3. lidia says:

    Dizer que entusiastas de nietzsche sao adolescentes em filosofia é afirmar que pertencem a essa categoria foucault, deleuse, camus e, entre nós, giacoia e morton. Sugiro que voce estude mais antes de dizer coisas desse tipo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: