Por que Laocoonte não grita?

Schopenhauer Laocoonte

Esse é um tema apaixonante, relacionado a uma das mais famosas esculturas gregas da antiguidade. É sobre a escultura de Laocoonte e seus filhos sendo devorados por serpentes marinhas. A questão filosófica que se coloca é: Por que Laocoonte não está gritando em sua representação na escultura? Johann Joachim Winckelmann escreveu que Laocoonte não podia gritar porque era um estóico, e que o fato dele agir conforme à natureza, era contrário à sua dignidade. Para ele, Laocoonte não grita pois é um mártir.

Gotthold Ephraim Lessing discorda de seu compatriota Winckelmann.Ele atribui o fato do personagem não gritar a um fato puramente estético, ou seja, um princípio artístico impede que o escultor reproduza o grito em sua obra. Outro fator seria que um ato passageiro não ficaria bem reproduzido em uma escultura, que é permanente e imóvel.

Arthur Schopenhauer critica à opinião dos dois outros filósofos, e propõe uma nova explicação. Para o filósofo idealista alemão, uma escultura não suporta a reprodução exata do grito, pois isso estaria fora de seu domínio. Laocoonte, na poesia e no teatro necessariamente deveria gritar, porque essas artes devem estimular à imaginação do leitor/espectador. Como o escultor não pode imitar o som do grito, teve que sugerir a expressão de dor no movimento do corpo e da face.

***

Meu comentário

Na verdade, as três opiniões se complementam. A escultura não poderia mesmo reproduzir o grito, mas o autor sugere a dor pela expressão do rosto de Laocoonte. Pode ser que o personagem realmente tenha como filosofia de vida suportar a dor e o sofrimento, por isso não abre a boca para gritar. A opinião de Schopenhauer também está certa, porque na poesia, que pretende influenciar as emoções do leitor, Laocoonte realmente precisa gritar. No teatro, isso é indispensável, já que no teatro as emoções estão mais estimuladas do que em uma visão de uma escultura. É realmente estimulante pensar que Laocoonte fosse um estóico que suportava a dor por um ideal mais alto, mas essas são apenas especulações.

Essas três opiniões foram tiradas da obra de Schopenhauer O Mundo Como Vontade e Representação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: