Haec Sublimis Veritas

Quando São Tomás escreveu na Suma Contra os gentios e na Suma Teológica as suas famosas cinco vias da existência de Deus, ele não estava procurando ser original, pois tinha consciência de outros filósofos antes dele, como Avicena, e, principalmente, Maimônides, já haviam pensado nessas teses sobre a existência de Deus. Mas isso não quer dizer que São Tomás não tenha sido profundamente original nas suas próprias teses. É isso o que demonstra Etienne Gilson em alguns capítulos desse livro dedicados a mostrar como São Tomás compreendia a noção de Ente e Essência.

Vejamos a palavra do santo que Gilson nos apresenta: ” O Ser ( esse ) é usado em dois sentidos. Primeiramente denota o ato-de-ser ( actum essendi). Em segundo lugar denota a composição da proposição feita pela mente juntando um predicado ao sujeito. Se tomamos o Ser no primeiro sentido, não podemos saber o que o Ser divino é ( non possumus scire esse Dei), não mais do que nós sabemos sobre sua essência. Mas podemos saber que a proposição que formamos sobre Deus quando dizemos ” Deus é” é verdade; e nós sabemos isso por causa dos Seus efeitos”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: