Resenha da Política de Aristóteles

aristoteles-a-politica

A melhor cidade para a vida contemplativa
Aristóteles em sua política tem alguns ideais como a monarquia do homem virtuoso, a aristocracia de um pequeno grupo de homens que combinem as virtudes de liderança e obediência civil e a constituição da classe média. Eric Voegelin afirma que Aristóteles sabe que o BIOS THEORETIKOS ( o homem que vive a vida teórica) é o melhor, assim sendo, a melhor Pólis é aquela em que a felicidade do BIOS THEORETIKOS pode ser realizada. A eudaimonia do homem corresponde à Pólis eudaimon( 1323).

É pela prática das virtudes dianoéticas, que são mais elevadas do que as virtudes éticas, que o homem ascende à eudaimonia verdadeira do BIOS THEORETIKOS. Quais são essas virtudes? São elas o conhecimento científico( EPISTEME), a arte(TECHNE), a prudência(PHRONESIS), a sabedoria(SOPHIA) e a intelecção( NOUS). O principal propósito da ciência política é produzir no caráter dos cidadãos ações nobres. Aristóteles distingue o bem verdadeiro do bem fenomenal. Todos os bens são bons em aparência, mas o bem fenomenal só é o bem verdadeiro se desejado pelo desejo verdadeiro. A verdade do bem é inseparável da verdade do desejo. Esse debate crítico a respeito do desejo da verdade só poderá ser feito pelo homem maduro(SPOUDAIOS). Esse homem difere dos outros por ver a verdade em cada classe de coisas, sendo assim será (KANON KAI METRON) sua norma e medida.

A polis é uma comunidade composta, portanto, segundo Voegelin, a sua análise terá que partir do composto(SYNTHETON), e descer às suas partes componentes não compostas(MORION). Assim podemos distinguir os diferentes tipos de governo. Aristóteles irá definir o homem como um ser político(POLITIKON ZOON). Aristóteles vai além: o homem apolítico, por natureza, está em um nível abaixo da humanidade, aproximando-se da vida bestial e associal.

Quando os homens viverem uma existência harmoniosa, prevalece entre eles a relação que Aristóteles chama de HOMONOIA, que é a amizade política( POLITIKE PHILIA). O bom governante deve ser um homem maduro(SPOUDAIOS); para o cidadão comum, é suficiente que ele tenha a opinião verdadeira( DOXA ALETHES). A pólis é uma associação de pessoas semelhantes( KOINONIA TON HOMOION). Essa análise da Política de Aristóteles foi tirada da obra Ordem e História, de Eric Voegelin.

A segunda parte da resenha da Política de Aristóteles está aqui https://resenhasdefilosofia.wordpress.com/2013/06/09/a-politica-de-aristoteles-e-a-natureza-da-polis/

Para saber a influência dessa obra de Aristóteles no islã e como a filosofia política de Al-Farabi  se desenvolveu a partir dela, veja esse artigo https://felipepimenta.com/2013/08/12/as-caracteristicas-da-polis-madina-no-isla-a-visao-de-al-farabi/#more-2717

Comments

  1. Gustavo henrique says:

    Eu acho que o texto ficou muito cientifico… podia esclarecer melhor o conteúdo pois sou leigo nesta área.

  2. Daniel Portolani says:

    Por favor , qual seria uma boa analise da Politica de Aristoteles com a de um municipio ? muito obg

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: