Resenha de A Viena de Hitler ( Hitler’s Vienna ), de Brigitte Hamann

Hitler´s Vienna

A juventude de Hitler em Viena
O período em que Hitler viveu em Viena é o mais misterioso e mal explicado de sua vida.Brigitte Hamann fala sobre o impacto que o fracasso no exame para se tornar artista teve sobre o jovem Hitler, mostra como ele tinha dinheiro, já que havia recebido uma herança;o desprezo que tinha pela educação, trabalho e dos trabalhadores, uma vez que gastava seu tempo em museus e teatros. Há uma detalhada descrição da multiétnica Viena, com sua população de judeus, tchecos e ciganos e da política da época.

Um capítulo importante é o dos “teóricos da raça” que analisa as possíveis influências que Hitler teria tido para a formação de seu racismo e antissemitismo.Mostra como ele tinha conhecimento de Lanz von Liebenfels e de sua revista Ostara, mas que Hitler não adotou todas as suas teorias por tática política. A influência de Guido Von List foi mais profunda, principalmente na adoção da suástica e da sua visão dos arianos do norte como criadores de toda a cultura humana, assim como sua obsessão com a pureza da raça.Hitler não ganhava seu conhecimento direto de filósofos como Nietzsche, mas sim de panfletos e jornais populares de Viena. O outro modelo de Hitler era o prefeito de Viena, Karl Lueger, em quem ele muito se inspirou como líder que se sacrifica pelos seus seguidores, e que Hamann nos escreve uma biografia detalhada.

Hitler levou de Viena,apesar de seu ódio pela cidade, o desprezo pelos povos não-germânicos, pela democracia e parlamentarismo, a suástica, a saudação do “Heil”, o culto Germânico e muitas outras coisas;o seu antissemitismo,no entanto, não é dessa época.

Esse é um livro único, pois as biografias de Hitler costumam não prestar muita atenção sobre o período em que ele viveu em Viena.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: