Resenha de A Rebelião das Massas, de Ortega y Gasset

a rebeliao massas

A rebelião das massas era um livro que eu já tinha ouvido muito a respeito de como era bom e importante, mas depois de lê-lo, acabei me decepcionando. A tese principal de Ortega y Gasset é a de que o século XIX e o domínio da ideologia liberal nessa época representou o auge da civilização europeia. Qualquer forma de sociedade, ele diz, deve ser rejeitada se contrariam à forma que o mundo europeu alcançou durante a era liberal. Para Ortega y Gasset, foi o liberalismo que permitiu uma forma civilizada de debate político, da mesma forma que o século XIX proporcionou um avanço imenso na técnica e no crescimento populacional extraordinário que o continente europeu experimentou naquele século. O mesmo liberalismo que originou o crescimento da população e permitiu que partidos de oposição como os comunistas e socialistas tivessem voz no parlamento, foi também o responsável pelo surgimento do homem-massa e da intromissão por parte dos jornalistas estrangeiros em assuntos nacionais pelo mau uso da liberdade de expressão.

[Read more…]

Anúncios