Resenha: Fausto I e II, de Goethe

goethe-fausto

 

Fausto é a obra-prima do poeta alemão Goethe.Baseado em uma lenda medieval, revela a decadência do espírito humano que se deixa seduzir pelo mal. Fausto possui todas as ciências do mundo, mas revela-se insatisfeito com o conhecimento que já tem. Goethe reproduz em seus versos todo o ambiente universitário, científico e pseudocientífico da Alemanha do século XVIII. Fausto buscando ser mais sábio e de melhor aparência, faz um pacto com o Demônio, encarnado na figura de Mefistófeles.  Mesmo tendo feito o acordo, Fausto ainda deseja mais. Certo dia caminhando em uma rua, ele vê a bela Margarida (Gretchen), uma jovem de apenas 14 anos. Apaixona-se imediatamente, e pede a Mefistófeles que o ajude a conquistar para ele. Esse então se insinua para a vizinha de Gretchen, Marta, que é uma amiga e protetora da jovem, e aos poucos ganha confiança das duas, permitindo a Fausto que este se aproxime de Gretchen. A jovem gosta desde o início de Fausto porque ele a trata como uma princesa em suas palavras, o que ela acha estranho, uma vez que é de origem humilde. Apesar de todo esse encantamento, ela percebe que Fausto é negligente em relação à religião, e ao mesmo tempo desconfia e sente antipatia por Mefistófeles, vendo em sua figura algo de negativo.  Fausto deseja muito ficar a sós com Gretchen, mas a presença da mãe da menina no apartamento das duas atrapalha os planos dele. Induzido por Mefistófeles, Fausto dá à mãe da menina através desta um aparente sonífero, pensando em apenas adormecê-la para ter momentos íntimos com Gretchen, mas o Demônio havia dado a Fausto um veneno mortal. A mãe de Gretchen morre, porém ela não culpa Fausto. No meio do poema existe um capítulo chamado “A Noite de Walpurgis”, que é dos pontos altos da história. Nesse momento, Fausto e Mefistófeles confirmam o pacto perante toda uma congregação de bruxas. Adiante, Margarida pressente estar grávida, o que naqueles  tempos significava tornar-se uma pária, uma vez que não era casada. O irmão de Margarida, Valentim, fica enfurecido por saber disso. Ele era um militar com forte sentimento burguês e de honra. Em uma noite, Fausto e Mefistófeles vão fazer uma serenata para Margarida. Valentim ouve e desafia Fausto para um duelo. Esse, com o auxílio de Mefistófeles, mata Valentim.Margarida desce para ver o irmão agonizante. Valentim, ao invés de dizer palavras consoladoras para a irmã, amaldiçoa Gretchen por seu comportamento supostamente devasso.  Levada pelo desespero, Gretchen pratica o infanticídio e é levada à Justiça. Fausto desespera-se e culpa Mefistófeles. Esse apenas replica dizendo que Fausto agiu livremente e ele nada tem a ver com todo o drama. Fausto visita a Margarida na prisão e tenta fazer com que ela fuja, porém ela se recusa a fazer a vontade de Fausto. Gretchen, como fiel católica, deseja expiar a sua culpa. Diz que entrega Deus a sua alma. Mefistófeles ao ouvir as palavras cristãs da boca de Gretchen grita: Sentenciada! Os anjos recebem a alma de Gretchen que se salva, mas a Fausto, Mefistófeles grita que é dele e apodera-se da sua alma. O poema termina com uma história de salvação. O poema Fausto lembra a história bíblica de Jó. Assim com esse, Fausto era tido como um exemplo pelos anjos de homem íntegro, porém o Demônio diz ao coro dos anjos que mesmo esse pode se perder. Se no drama de Jó o personagem bíblico diz que seu amor a Deus é maior do que o desejo de adorar o conhecimento e as riquezas do mundo, em Fausto, o personagem mais valoriza o amor de si do que a Deus. Como dizia Santo Agostinho, existem os homens que mais amam a si próprios do que a Deus e desejam fundar a cidade terrestre; e existem os homens que desprezam a si mesmo e ao mundo, e querem fundar a cidade de Deus. O poema de Goethe é belo e imortal. No fim da vida, Goethe fez uma sequência conhecida como Fausto II. Essa parte é cheia de alusões à mitologia grega. Revela também o interesse de Goethe pelo mundo financeiro, pois descreve Mefistófeles tentando introduzir o papel-moeda na corte do Sacro Império Romano, fazendo um papel semelhante ao do escocês John Law, que no século XVIII provocou uma crise financeira de enormes proporções na França. Karl Marx era profundo conhecedor do poema de Goethe, e gostava especialmente da segunda parte por causa dessas discussões econômicas. Nesse segundo poema, a Idade Média se encontra com a Antiguidade clássica com os diálogos de Fausto e Helena. Goethe faz várias alusões (irônicas) aos escritores e poetas do Romantismo alemão que valorizavam aspectos medievais e sombrios da história e arquitetura europeias. A política também está presente por causa dos acontecimentos na França revolucionária. Goethe acompanhava com atenção a decadência dos nobres franceses e no Fausto II ele faz alguns personagens encarnarem dessa nobreza que não mais existe. Todo o conhecimento dos processos de alquimia e da pseudociência alemã de seu tempo é reproduzido no Fausto II. Goethe estudava com afinco esses assuntos, de maneira que esses conhecimentos dão um aspecto curioso à obra. No final do poema, mais uma vez a redenção católica está presente na contemplação da Virgem Maria, a Mater Gloriosa. Esta intercede pela alma de Fausto, que escapa às mãos de Mefistófeles. Fausto e Gretchen estão unidos novamente no Céu.

Comments

  1. Jaqueline Reis says:

    Confundiste Margarida com Gretchen, ficou confuso.

  2. Rafael Medeiros says:

    Parabéns Felipe, excelente resenha.

  3. Daniela says:

    Parabéns! Gostei muito.

  4. Zípora Prado says:

    Entendi essa famosa tragédia. Foi muito elucidativa. Agora posso ler Fausto.Obrigada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: