Um pequeno poema que resume a filosofia neoplatônica

universe-backgrounds-51

Thomas Taylor foi  um neoplatônico inglês que traduziu para a língua inglesa várias obras da filosofia grega no final do século XVIII e início do século XIX. Ele afirmava que esse pequeno poema de Levi Oscar Kuhns era um dos mais belos da língua inglesa e  resumia perfeitamente o pensamento de Plotino e Proclo.

Kuhns colocou esse poema dentro de seu livro ” The sense of the infinite”. A tradução a seguir é minha.

 

The One remains, the many change and pass,

Heaven’s light forever shines, Earth’s shadows fly;

Life, like a dome of many-colored glass,

Stains the white radiance of Eternity.

 

O Uno permanece, o múltiplo muda e passa.

A luz do céu para sempre brilha, e as sombras da Terra voam.

A vida, como um domo de vidro de  muitas cores,

Mancha o branco esplendor da Eternidade.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: