Resenha: História das ideias políticas- Volume I, de Eric Voegelin

historia-das-ideias-politicas-vol-i-helenismo-roma-e-cristianismo-primitivo-

 

Desde a Queda do homem toda filosofia ou teoria política pode visar apenas atenuar os efeitos da maldade e do egoísmo intrínseco à Humanidade. Essa foi a sábia conclusão a que chegou o pensamento cristão desde a Era Patrística. Toda solução política não é definitiva e está sujeita ao desastre pela própria imperfeição dos homens e mulheres. Mesmo Platão já havia fracassado em sua atividade política, e em seu diálogo A República fica claro que todo o filósofo deve exercer a política e a atividade educativa para ensinar ao povo o Bem contemplado após sua libertação da caverna. Isso implica que ele deverá enfrentar a incompreensão da sociedade e manterá sua alma tranquila para um possível sacrifício da sua própria vida por parte de quem tem o poder. Foi o que aconteceu com Sócrates. [Read more…]

Anúncios

Resenha: Os Intelectuais, de Paul Johnson

102241596

A figura do intelectual tem sido dominante no Ocidente desde o século XVIII, sendo que o século XX foi a época de ouro desse tipo de pensador. O livro de Paul Johnson ajuda o leitor a identificar quem é o intelectual e o perigo que ele representa a logo prazo para a sociedade.

Durante sua vida, o intelectual tende a ser idolatrado pelas massas e por um círculo de intelectuais menores. Poucos identificam em suas ideias elementos destrutivos de médio e longo prazo- e o que é pior, poucos sabem do comportamento destrutivo do intelectual em relação a seus familiares e amigos mais próximos.

Paul Johnson diz que as principais características do intelectual são duas: ter opinião sobre todos os fatos da vida (inclusive sobre ciências que ele desconhece) e um amor pela humanidade (no geral) ao mesmo tempo em que sente um enorme desprezo pelo ser humano real em particular. [Read more…]

Resenha: A Galáxia de Gutenberg, de Marshall McLuhan

080206041201lzzzzzzz

Quando li há muitos anos o livro de Neil Postman “O Desaparecimento da Infância” fiquei sabendo que a grande influência que ele teve para escrever sua tese foi a obra do filósofo canadense Marshall McLuhan” A Galáxia deGutenberg”. Desde então tive muita curiosidade em ler esse livro. Agora que o li posso dizer que a tese de McLuhan é muito mais ampla e complexa do que a de Neil Postman.

A obra de McLuhan fala sobre o impacto que a invenção da prensa móvel de Gutenberg teve na civilização Ocidental. O autor descreve como o homem do Ocidente possui um tipo de formação intelectual que era completamente diferente de qualquer outra parte do mundo àquela época (1960). Toda a humanidade ainda vivia em um mundo de uma educação puramente oral (incluindo países como a Rússia, a China e até mesmo o Brasil- que ele não cita). Somente países de língua inglesa haviam chegado a um nível de civilização e de educação em que o ensino e a comunicação a partir da palavra impressa eram a regra e não a exceção. [Read more…]