Sobre a filosofia de Aristóteles segundo Werner Jaeger

cuddeback2

Devemos reconhecer que existe algo de extraordinário ao lermos o Aristóteles de Werner Jaeger (como também as interpretações neoplatônicas do Estagirita): vermo-nos livres de abordagens dogmáticas e mistificadoras de apologistas católicos (jesuítas, tomistas e neotomistas)! [Read more…]

O princípio de individuação na tradição platônica e aristotélica

Platão busto

Um dos temas mais fascinantes em filosofia é a questão do princípio de individuação. Nesse artigo, vou abordar como cinco filósofos enfrentaram esse problema e suas respectivas soluções. São eles: Platão, Aristóteles, Proclo, Tomás de Aquino e Duns Scotus.

Pretendo começar por Aristóteles e São Tomás, porque os dois possuem uma opinião parecida e contrária à de Platão, Proclo e Duns Scotus. [Read more…]

Aristóteles e o conhecimento Metafísico e do mundo real

Aristotle

Kant negava o valor da Metafísica dizendo que qualquer conhecimento do noumenon (a coisa-em-si) era impossível, pois o nosso intelecto só estaria apto a reconhecer e compreender os objetos do mundo fenomênico. Descartes era da opinião de que nossos sentidos nos enganam muitas vezes e que, portanto, a única certeza que teríamos seria subjetiva. Ora, lendo o Comentário à Metafísica de Aristóteles escrito por São Tomás, ali existe um capítulo que fala da dificuldade de adquirirmos um conhecimento do mundo e dos objetos.

Podemos ler com clareza qual era a opinião de Aristóteles e que,São Tomás, por sua vez, acrescenta alguns detalhes. Diz Aristóteles que ninguém pode alcançar a verdade Metafísica de todas as coisas sozinhas, mas que os homens unidos podem, cada qual com sua contribuição, ajudarem a formar um mosaico com pequenas verdades do todo.

São Tomás faz um comentário a respeito de o porquê os homens terem opiniões e conceitos diferentes sobre o mundo e os objetos. Fazendo um paralelo com o mundo atual e a notícia curiosa sobre o vestido e sua real aparência, que foi uma das grandes discussões desses dias, vemos que o Aquinate faria uma objeção ao pensamento cartesiano de que os sentidos nos enganam. Lendo a notícia sobre o vestido e sua cor, aparentemente Descartes teria razão de dizer que são os nossos sentidos que estão nos enganando, por causa de que cada um vê uma cor diferente no vestido. São Tomás, explicando o pensamento aristotélico, vai nos dizer que o problema não está em nossos sentidos e nem necessariamente no objeto em si- apesar de que objeto pode ter alguma imperfeição-, mas sim em nosso intelecto. [Read more…]

Uma solução dada por São Tomás de Aquino ao problema dos Universais

thomas_aquinas2

A pergunta do Comentário à Metafísica de Aristóteles feita por São Tomás é a seguinte:

Alguns Universais existem fora das coisas singulares percebidas pelos sentidos e daquelas que são compostas por matéria e forma?

No caso citado, a passagem da Metafísica é a do capítulo 4 999a24 -999b20

A pergunta de Aristóteles no texto da Metafísica revela uma grande dificuldade que ele gostaria de resolver que é a seguinte: Se não existe nada fora das coisas singulares, e as coisas singulares são em número infinito, como podemos adquirir um conhecimento científico delas? [Read more…]

Review: Aristotle’s Nicomachean Ethics

Aristotle

 

When I passed to  have interest in philosophy, this was one of the first books that I read, beside  the Confessions of Saint Augustine. The Nicomachean Ethics is one of the basis of our civilization and was much used by Thomas Aquinas in his Summa Theologica.

[Read more…]

Resenha: São Tomás de Aquino-Comentário à Ética a Nicômaco

Commentary on Aristotle Nicomachean Ethics

A Ética de Aristóteles, assim como outras das suas principais obras como a Política, a Metafísica etc, foram comentadas no final da vida de São Tomás. Lamentando que esse livro ainda não tenha uma tradução para a língua portuguesa, tive que lê-lo na versão inglesa da Aristotelian Commentary Series, da Dumb Ox Books. A Ética a Nicômaco fica ainda mais clara quando a estudamos com os comentários do maior teólogo da Igreja. Ninguém precisa temer que São Tomás misture teologia com filosofia nesse livro porque ele é muito fiel a Aristóteles durante todo o livro, só corrigindo o filósofo grego em algumas pequenas passagens. Em seus comentários, São Tomás ajuda a tornar mais claros os conceitos aristotélicos sobre diversos temas. Como já havia lido a Ética duas vezes antes dessa versão, achei surpreendente como o pensamento de Aristóteles ficou mais límpido e verdadeiro com a ajuda de São Tomás. Não há críticas às passagens originais do filósofo grego fazendo um contraponto a elas com elementos da Bíblia. A Ética a Nicômaco serviu desde então como a base da ética ocidental junto com a moral da Bíblia e dos Evangelhos.

[Read more…]

Resenha: Édipo Rei, de Sófocles

Oedipus_and_the_Sphinx

Édipo Rei é a peça que simboliza toda a beleza e a força do teatro grego da Antiguidade. Diversas interpretações dessa tragédia foram feitas, uma delas virou um dos símbolos da psicanálise, como o famoso Complexo de Édipo. Aristóteles em sua Poética considerou o personagem principal como uma representação do meio de produzir terror e compaixão. Édipo Rei pode ser analisado segundo as ideias de Aristóteles na Poética.

[Read more…]

Um pensamento de São Tomás de Aquino sobre a razão e o intelecto

sao-tomas-de-aquino-3498

Na questão 51, artigo 2, do volume IV da Suma Teológica, São Tomás pergunta se existem hábitos causados por atos. Ele responde que sim, existem hábitos causados pelos hábitos. A razão é que “os atos multiplicados geram na potência passiva e movida uma quantidade que se chama hábito. Desse modo é que os hábitos das virtudes morais são causados nas potências apetitivas, enquanto movidas pela razão, da mesma forma como os hábitos das ciências são causados no intelecto, enquanto este é movido pelas proposições primeiras”.

[Read more…]

Análise do poema de Camões ” Transforma-se o amador na cousa amada”

Eros e Psique 2

Transforma-se o amador na cousa amada,
por virtude do muito imaginar;
não tenho, logo, mais que desejar,
pois em mim tenho a parte desejada.

Se nela está minha alma transformada,
que mais deseja o corpo de alcançar?
Em si somente pode descansar,
pois consigo tal alma está ligada.

Mas esta linda e pura semidéia,
que, como um acidente em seu sujeito,
assim como a alma minha se conforma,

está no pensamento como idéia:
[e] o vivo e puro amor de que sou feito,
como a matéria simples busca a forma. [Read more...]

A Política de Aristóteles e a Natureza da Pólis

Polis grega

Da mesma forma que seu mestre Platão, Aristóteles também escreveu sobre a melhor forma de governo da Pólis grega e qual seria a constituição que melhor garantiria aos seus cidadãos a tranquilidade para se buscar a felicidade. Se na República de Platão tínhamos que passar por cima das afirmações em defesa da eugenia, na Política de Aristóteles precisamos ignorar a defesa que ele faz do aborto e da inferioridade da mulher e do escravo. Todos os filósofos desde então possuíram algum tipo de crença errônea ou inaceitável para nós, da mesma forma que nós um dia seremos julgados por nossos descendentes por muitas barbaridades que acontecem em nosso tempo mas poucos percebem.

[Read more…]